Vladimir. Berço da Rússia e, com a vizinha Suzdal, origen da sua história, Vladimir possui uma rica herança cultural. O local foi habitado desde o Paleolítico, já que o assentamento Sunguir existía há mais de 25.000 anos. A atual cidade de Vladimir foi fundada em 1108 pelo príncipe de Kiev,  Vladimir Monomakh, embora estudos recentes datam sua fundação em 990 por Vladimir, “o Grande”, considerado o pai da ortodoxia russa. Sua importância se deu graças ao príncipe Andrei Bogoliubsky, que fez de Vladimir a capital do principado de Vladimir-Suzdal e, conseqüentemente, a cidade mais importante da Rússia, desde 1157 até a invasão dos mongóis em 1238. Desde então, a cidade começou um declínio progressivo em favor de Moscou. Mesmo assim, sediou a Igreja Ortodoxa Russa até 1325 e até 1432 o Grande Príncipe da Rússia foi coroado em Vladimir. O declínio subseqüente da cidade ajudou a preservar seus monumentos medievais. Vladimir é uma das cidades do Anel de Ouro e foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Visita panorâmica de Vladimir. A maioria dos seus principais monumentos foram construídos durante o seu apogeu por arquitetos russos e estrangeiros. Visitaremos o centro para descobrir as principais atrações, como a Porta de Ouro: foi erguida em 1158 como a entrada principal para a cidade, fazendo parte de suas muralhas do século XII. Está coroada por uma pequena igreja dedicada à deposição do Manto da Virgem. Anteriormente era coberta com placas de ouro.

Visita à Catedral da Assunção (Dormição), construída pelo príncipe Andrei Bogoliubsky (que foi enterrado nela) no antigo Kremlin de Vladimir. Foi concebida como centro da Igreja da Rússia. Suas pinturas estão entre as mais belas da arte russa. Após os afrescos originais que decoravam suas paredes terem sido destruídos pelos mongóis em 1238, em 1408 novos foram encomendados ao grande mestre Andrei Rublev. Em 1774 foi introduzido um belo iconostásio barroco. A igreja é considerada uma das mais importantes da Rússia e inspirou muitas outras igrejas e catedrais em todo o país, começando por sua catedral homônima no Kremlin de Moscou.

Visita à Catedral de São Dimitri. Construída em 1194 como uma igreja para o príncipe Vsevolod III, seu tesouro é o conjunto de baixos relevos em pedra que revestem sua fachada, dedicados ao rei Davi, Alexandre Magno e Sansão, assim como os afrescos do século XII que estão em seu interior, dedicados ao Juízo Final.