Visita ao Kremlin e suas Catedrais. A palavra “Kremlin” significa fortaleza em russo. Na antiga Rússia, em todas as cidades de importância foi erguida uma fortaleza dentro da qual ficava o centro militar, civil e religioso, assim como as principais igrejas e catedrais. A de Moscou é a mais importante do país e foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Construída no século XII, sua forma atual foi concluída no século XV, e é um grande reflexo das diferentes fases da arte russa, concentrando uma monumental manifestação de arquitetura, pintura e artes decorativas e aplicadas. Os melhores artesãos e artistas trabalharam em igrejas, catedrais e palácios, deixando um legado de obras de valor inestimável. Suas inesquecíveis ruas e praças eram símbolos do poder e da glória Russa. Ainda hoje abrigam alguns dos principais órgãos de governo político e religioso: o Palácio Presidencial, vários edifícios administrativos e militares, como o Senado e o Arsenal, bem como numerosas igrejas e catedrais. Suas muralhas, com vista para o Rio Moskva e para a Praça Vermelha, são compostas de tijolos com mais de 8 kg de peso, medindo 5 e 19 metros de altura e um comprimento total de 2.235 metros. Visitaremos seu interior para admirar o “Sino Zarina”, o maior do mundo, fundado em 1733, e o “Canhão do Czar”, um dos maiores já construídos, forjado em 1586 por Andrei Chojov. Seu objetivo era defender a entrada pela Porta de São Salvador, mas até hoje nunca foi usado. Finalizaremos visitando a famosa “Praça das Catedrais”, uma jóia da arquitetura, ladeada pela Catedral de São Miguel Arcanjo, a Catedral da Ascensão e Anunciação.