Visita ao acervo de Diamantes do Kremlin. Excepcional coleção localizada no Kremlin, pertence ao Ministério da Economia, que tem o monopólio da mineração de pedras preciosas na Rússia. Poderemos admirar os maiores diamantes encontrados nas minas da Sibéria, bem como uma impressionante exibição de pedras preciosas de grande valor histórico. A maioria vem da antiga coleção dos czares, anteriormente localizada no Museu Hermitage em São Petersburgo e trazida para Moscou durante a Primeira Guerra Mundial. Poderemos admirar a maior safira do mundo, incríveis esmeraldas da Colômbia, e as jóias da coroa de Catarina, “a Grande”. A mais conhecida de suas valiosas peças é, sem dúvida, o Cetro Imperial, com o diamante Orloff. O diamante Orloff é da Índia e foi descoberto em meados do século XVIII. Roubado por um soldado francês, foi vendido a vários comerciantes que foram conseguindo por ele valores cada vez maiores. Um de seus últimos compradores, um mercador persa chamado Khojeh, reuniu-se em Amsterdã em 1773 com o Príncipe Grigorovich Orloff, que acabara de perder sua amante, Catarina, “a Grande”. Orloff comprou o diamante na esperança de reconquistar o coração da czarina. Esta aceitou o presente e o colocou sobre o cetro imperial russo. Orloff é considerado uma raridade entre os diamantes históricos, devido à sua lapidação original em forma de rosa e sua cor branca com brilho verde azulado. Ele tem um peso de 189,62 quilates (37,924 g).